sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Frigorífco novo por €19

É isso mesmo! Ou quase... O frigorífico é o mesmo mas agora tem um vestidinho preto que eu mesma pintei. Agora é um frigorífico e ao mesmo tempo como aquelas bonecas que podemos pintar o cabelo várias vezes, de cores diferentes... Vejam como no vídeo.


Ler Mais ››

domingo, 18 de setembro de 2016

Está visto o que eu visto VFNO216

Eu sei que as modas não têm estado muito presentes no meu blog mas as modas acompanham-me todos os dias. Se não aparecem aqui tantas vezes é porque se torna mais fácil de partilhar os meus modelitos e escolhas de moda no INSTAGRAM por ser mais rápido e imediato... tal como aconteceu com as fotos da edição deste ano do VFNO2016.


Já estava num jejum de dois anos do evento mas este ano não tinha como me escapar. 
Depois de convencer o meu marido que seriam só gajas e homens que gostam mais de modas que de mulheres, a maioria dos presentes nas ruas de Lisboa, lá usei o negligee da Oysho, combinado com umas calças de napa que tinha comprado nos saldos da Mango, as botas "bruxinha boa" da Zara, um blazer antigo da Mango e um shopping bag da Zadig & Voltaire que ganhei de presente na formação do lançamento dos novos perfumes da marca. A maquilhagem, de obra minha mesma, da nova e linda colecção Chanel e cabelo liso e meio desgrenhado, também homemade.

As fotos...


A minha colega... Ih ih ih!! Mentira!
Amiga styled by me em 4 minutos num quarto onde parecia ter explodido uma bomba.






Quem disse que não se levam saltos para Lx e muito menos para o VFNO?! As minhas botas de salto grosso portaram-se lindamente e só mesmo lá para o finzinho da noite comecei a sentir o pézinho a reclamar. 

Nota para os organizadores do VFNO  que nitidamente nunca iram ler esta nota: Fechem as lojas mais tarde (até as lojas do Colombo fecham à meia noite). Para quem não mora perto de Lisboa e trabalha, como eu que fui das Caldas, ter as lojas fechadas às 23 é um grande aborrecimento. Pior mesmo só as animações principais ocorrerem ainda com a luz do dia, quando ainda andava eu a aconselhar clientes nas Caldas, lá para as sete da tarde.

Nota em geral para quem quiser ler: o fim de noite do VFNO, e estamos a falar de meia noite, transforma-se numa borga, numa espécie de festival de Verão que nada tem a ver com moda... Não gostei. Para o ano vou cuidar de ir mais cedo e aproveitar enquanto o álccol e as drogas não invadem a minha linda cidade.

Apesar disso foi tão bom estar de volta às modas.



Ler Mais ››

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Um Manjerico, um Vinagre e Inspiração

É tudo, ou os ingredientes principais, do molho simples e delicioso que criei para acompanhar peixe grelhado. Passo a passo a receita no meu canal de YouTube.




Sirvam-se à vontade! 
Ler Mais ››

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Música Papoilar #29

Porque é assim que gosto de viver... bêbada de vida e drogada de amor...

Ler Mais ››

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

A culpa é do GALLO.

O GALLO cantou e eu não resisti ao mundo dos posts em vídeo... Só porque há coisas que escritas não sabem ao mesmo. 

A Impressão da Papoila agora também no YouTube. O mote foi a minha impressão sobre o Azeite Extra Virgem Late Harvest da GALLO.



Agora é só ver para querer...




Ler Mais ››

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Eu podia...


Eu podia falar-vos das mil e uma coisas que fiz, que comi, por onde passei, que vi e o quanto me diverti, ri, andei, admirei... Eu até vos podia dizer que o Portugal é fabuloso e tem coisas fantásticas, que não há melhor que Portugal para receber, mesmo aqueles que são de cá. Eu podia contar-vos isso tudo num texto de 100 linhas e ainda assim seriam poucas para descrever o bem que me soube esta semana de férias. 

Podia ter escrito mas preferi vivê-la e recordar mais tarde. Querem saber como foi? Peguem no carro, no google drive e rumem ao Norte.


Ler Mais ››

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

IKEA espaço que põe à prova relações conjugais.

Sabem o que é o IKEA para além de "aquela sitio onde vamos para comprar um cortinado e quando damos por ela estamos a passar na caixa com o cortinado, um sofá que parece mesmo que vai caber no carro de 5 lugares que têm mas que nunca caberá, um trem de cozinha, guardanapos de cores que nunca imaginaram existir, mais uma série de engenhocas que os suecos inventaram e que nos põem a exclamar "ah!!! que boa ideia!! Isto é fantástico."?

É um sitio que põe à prova as relações conjugais. 

Senão vejam: 

Vamos quase sempre os dois com grande alegria ao IKEA. A ilha da entrada do percurso é certinho que tem alguma coisa que um ou o outro vai gostar. Aquela ilha deve vender mais que as bolas de Berlim nas praias do Algarve! Ou os guardanapos ou as forminhas de gelado... "Olha tão lindos... e baratinhos."... Nesta fase ainda há uma concordância porque ainda só se passaram 2 minutos de percurso. 

E lá vamos nós de braço dado todos amorosos e felizes com os guardanapos na mão ou as forminhas de gelado. 

Pouco depois, ainda de mão dada, já os nossos olhos se desencontraram e começam a vaguear pelas várias cenas decorativas que por lá se apresentam... "Vês! Era um candeeiro destes que ficava bem lá no quarto."; "Tão grande?"; "Sim.Eu vi na televisão que quando os espaços são pequenos peças grandes tornam o espaço maior."; "Vá anda lá... viemos buscar os cortinados. Lembraste?"; "Ok." (carinha triste mas a pensar "ainda há tanto IKEA para ver... só os cortinados uma ova!!!").

"Olha!! Esta mesa é nova! Tão gira!"/ "Sim... mas já viste o preço? Esta é que era boa... para nós os dois chega bem."/ "Para pôr onde?"/ "Na cozinha e a mesa da cozinha ia para a sala"/ E eu: "Nem pensar!! Não tem jeito nenhum. Já esta aqui... gosto mais da madeira desta. É mais natural."/ "Por isso é que eu prefiro a outra é diferente". Momento em que fomos os dois complemente apanhados pelo vírus sueco... Já estou eu a pensar que bricolage fazer para transformar a mesa da cozinha em mesa de sala. Em quantas vezes pagar a mesa. E depois volta a realidade "bolas! as cadeiras custam mais que a mesa. Vá vamos mas é ao cortinados. E para além disso, da última vez que cá estivemos combinamos que a próxima coisa a comprar seria o quarto."  E lá vamos nós para a secção seguinte...

A secção da cozinha é onde o nosso amor é posto mais à prova. Ainda não chegámos lá e já está ele a dizer: "não vais comprar mais pratos, colheres ou tachos, pois não?!"/ "Não... vou só dar uma vista de olhos rápida." Há dias que assim é mas na maioria não. Eu gosto quando ele acaba por me "deixar escolher" uma coisa das 6 que quero trazer, só para eu não ficar triste. Tipo prémio de consolação.

Depois há aquela fase, a terminal, normalmente a da secção da iluminação onde digo coisas como: "parece mesmo que me estás a puxar..."/"Isso é porque estou mesmo."

E já reparei que não somos o único casal posto à prova. Se tiverem com atenção da próxima vez que lá forem irão reparar também. As picuinhices e discussões, sobre cores, preços, coisas que um quer e outro não, coisas que nem cabem em casa ou sobre o que fazer aos móveis lá de casa para entrar mais uma estante de €20.

Sabemos que a nossa relação é para todo o sempre se saimos do IKEA sem comprar tudo o que nos apeteceu, porque um ou o outro (no nosso caso sempre ele) não deixou, de mão dada (ou apenas encostadinhos porque na mão vão o cortinado, as velas, uma colher de pau, um rolo de agarrar pêlos, umas pilhas, e uma manta... sempre uma manta), felizes e contentes.


 
Ler Mais ››